Uma Aventura no Rio Iguaçu

Turismo


No pergolado, retirado do centro da cidade, começa a aventura. O som do canto dos pássaros, mesclado com o balançar calmo das copas das árvores, desconecta das preocupações. No ar puro do sítio, dei os primeiros passos no meio da mata, reconstituindo o caminho dos índios que viveram nesta região há muitos anos.

Logo no início, o córrego tranquilo, que passa por debaixo da ponte de madeira, vai levando entre as árvores abundancia de vida, dando forma à cachoeira que veríamos mais à frente. O barulho da água é trilha sonora para a caminhada que tem nível médio de dificuldade.

O biólogo nos acompanha e, na mata rica de história, os conhecimentos se afloram. As explicações e curiosidades são passadas no percurso até o rio, que tem aproximadamente 500 metros. Além do interesse em conhecer sobre a fauna e flora da região, é preciso levar calçados firmes e repelente, afinal, entraremos em uma mata praticamente intocada pela interferência humana.

No caminho há indícios de vida selvagem, como os pequenos buracos que animais procurando outros insetos deixam na terra. As árvores da Mata Atlântica “conversam” entre si, e na biologia perfeita, a rede social natural tem muito mais resultado do que nossas relações na internet.

Ao chegar perto da margem do majestoso Rio Iguaçu, coloquei coletes salva-vidas e capacetes. Equipamentos indispensáveis. Desci alguns degraus escavados na própria terra, até as rochas que margeiam a correnteza. Subi no caiaque. A experiência de remar entre dois países é única. De um lado Brasil, do outro Argentina. Fechei um pouco os olhos e senti o silêncio ecoando pelo cânion. Tornei-me dono do meu próprio rumo.

Sempre acompanhado pelo guia, segui pelo rio com a opção de pular do caiaque e nadar um pouco para se refrescar. Aprendi rápido a remar depois das dicas. Ao retornar, a experiência é encerrada na cachoeira, aquela formada pelo pequeno rio que vi logo no começo. Vivi uma das melhores experiências no Destino Iguaçu e aprendi que precisamos de muito pouco para viver de bem com a natureza.

Informações:

Tempo: 3 horas

Idade mínima: 10 anos. Menores de 18 com autorização dos responsáveis.

Saídas: Manhã 9h00 e 10h00 | Tarde 14h00 e 15h00

Recomendações:

Levar água, repelente, protetor solar, alimentação leve e roupas apropriadas para a atividade (calça para andar na mata, calçados fechados para caminhada e trajes de banho).

Acesse www.aguaray.com.br para fazer a reserva. Reserve meio período mais em nosso Destino para realizar essa aventura.

Post elaborado por Filipe Lafuente | @filafuente