Ásia no Brasil: O Templo Budista de Foz

Turismo

Quem observa as fotos pode até pensar que estamos em um país na Ásia. Visitei o Templo Budista (ou Chen Tien) de Foz do Iguaçu e pude vivenciar um pouco da cultura budista. Construído em 1996 por comunidades chinesas da tríplice fronteira, ocupa uma área de 17 hectares, com destaque para os jardins e, do outro lado do Rio Paraná, a vista para Ciudad del Este, no Paraguai.

Veja o nosso último vídeo aqui.

Buda Maitreya: o sorridente

Ao chegar, não tem como não ver uma estátua de 7 metros do famoso Buda sentado, Mi La Pu-San ou o Buda Maitreya. Só de olhar para ele já valeu o passeio, impossível não sorrir junto. 😀

O Templo possui mais de 120 estátuas. É impressionante!

 
Essa é a mais nova estátua do Templo. O Buda Amitaba foi feito em bronze, pesa dez toneladas e tem dez metros de altura.

O budismo possui três principais vertentes: Theravada, Virajayana e Mahayana. Dentro do Budismo Mahayana, o Templo Budista Chen Tien de Foz do Iguaçu pertence à vertente Budista da Terra Pura

Sakyamuni – o Buda deitado logo na frente do Templo

O Templo principal possui mais de 2 mil metros quadrados e é considerado um dos maiores da América Latina. Eu adoro esse passeio pois é um ponto importante para mim em viagens, desfrutar e conhecer novas culturas, além de visitar lugares que trazem uma energia muito positiva.

A entrada é gratuita e o Templo abre de terça-feira a domingo, das 9h30 às 16h30. O local possui uma lojinha de artigos da cultura budista. Para quem quiser fazer o ritual completo, é possível comprar incensos para acender e fazer pedidos (ou agradecer) no incensário, bem perto da entrada do Templo principal.

 

Atenção:

Você deve seguir algumas regras ao entrar no local como não tocar nas estátuas e não subir nos locais proibidos, não entrar com animais, bicicletas e patins, e não consumir bebidas alcoólicas. Dentro do Templo principal não é permitido tirar fotos. Manter o silêncio é muito importante, pois não podemos esquecer de que é um local religioso. 

*Dica: Aproveite para ir ao Templo Budista quando for para a Itaipu, pois fica no caminho.

Gostou? Curta o Visite Iguaçu nas Redes Sociais:

Instagram   |   Facebook

Post elaborado por: Adriane Bordin | @adribordin